Do altruísmo ao egoísmo

Resolvi tomar emprestada a ideia de um amigo sobre o significado de palavras com o sufixo “ismo” e tecer algumas impressões. Uma delas é o sobre o egocentrismo, ou seja, um comportamento que tem se tornado comum na sociedade contemporânea. Algumas pessoas se autodeterminam mais honestas, responsáveis e comprometidas do que outras. Mas ao mesmo tempo essas mesmas pessoas não conseguem se perceber no atual contexto socioeconômico e político, que por natureza é essencialmente coletivo, no qual as atitudes de uma pessoa refletem no bem-estar de muitas ao seu redor. Neste sentido, prevalece o egoísmo. Observo pessoas que, ao conseguirem se destacar na sociedade, atribuem suas conquistas exclusivamente aos seus próprios méritos, esforço e determinação. Será? Particularmente me sinto uma pessoa vitoriosa, venci muitos desafios, conquistei mais do que planejei, realizei muitos projetos e sonhos. No entanto, reconheço que sozinha não teria chegado onde cheguei, tive algumas mãos que ajudaram a conduzir meus passos, ideias e sugestões que me orientaram em importantes tomadas de decisão. Sou grata. Procurei desde minha infância seguir exemplos de pessoas altruístas, isto é, aprendi cedo o significado de compartilhar, contribuir, colaborar com os outros sobre o que aprendi, posso e devo socializar, com ética, responsabilidade e respeito.

Por isso mesmo assumo que sou saudosista, sinto falta dos tempos da comunicação que nos permitia um bom diálogo, conversas animadas olho no olho com base em bons argumentos, não necessariamente vencedores, assim como reconheço a validade da comunicação escrita em época “via postal”, por meio de cartas e bilhetes, que mesmo entre pessoas distantes aproximava os sentimentos. Neste tempo das redes sociais permitimos nos distanciarmos uns dos outros mesmo estando ao redor de uma pequena mesa, sala ou qualquer outro ambiente, criando um abismo que não apenas nos separa, mas nos torna solitários mesmo em boas companhias, ou seja, na comunicação virtual  os discursos são carregados de “ideologias” e se tornam monólogos, superando o diálogo.
Em síntese: os tempos modernos têm provocado abismos entre as pessoas mais pelo egoísmo e menos pelo altruísmo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.